Saber poupar pode nem sempre ser tão fácil quanto as pessoas fazem parecer. Mediante o estilo de vida de cada um, responsabilidades e situação na vida (emocional e profissional), estes factores condicionam a vida (e respetivo sucesso académico), quer queira quer não. A equipa do ComparaJá.pt elaborou um conjunto de ideias de como se preparar desde cedo para esse momento tão importante na vida dos seus filhos. Ora veja abaixo!

Seja já pai ou mãe, ou apenas esteja a contemplar a hipótese de vir a estabilizar a sua vida e a assentar com uma vontade razoável de constituir família, deve garantir que tem condições para esse passo e pensar já a longo prazo (os primeiros tempos, a creche, a primária, o ensino secundário e a ida para o ensino superior). A maioria dos pais idealiza sempre o melhor para os seus filhos e isso passa, por vezes, por ingressar numa universidade.

Poupar é um estilo de vida

Se desde cedo tiver adoptado a poupança como algo inato em si mesmo e uma constante na sua vida e na dos que o rodeiam, chegará a um certo ponto que não haverá qualquer custo de oportunidade (termo económico, que implica o sacrifício de uma escolha face a outra), ou seja, por vezes é necessário fazer escolhas e optar por algo que seja mais essencial no momento, e as pessoas conseguirão viver com o que têm.

Falando concretamente em relação a material escolar, pode optar por desde cedo começar a pesquisar formas de economizar nesse sentido. Recentemente surgiu uma plataforma onde pode vender e comprar os livros já utilizados a preços reduzidos! A plataforma que falamos trata-se da Book in a Loop. Ao vender o material, este tem de estar em bom estado e consegue-se reaver até 20% do preço de venda ao público (PVP) e ao comprar terá uma poupança de até 60% do (PVP). Parece bom, certo?

Vendas de “garagem”: venda o que já não precisa!

foto: macinate no Flickr

foto: macinate no Flickr

Apesar deste ser um costume americano, não são raras as vezes que se organizam vendas (de valor mais ou menos simbólico) para ganhar algum dinheiro extra e ver-se livre de alguns produtos que já não utiliza e não lhe fazem falta. Desde a colecção de vinis dos anos setenta até à colecção infindável de DVD’s que tem dentro do armário ou até mesmo alguns acessórios e roupa que já perdeu o interesse ou que não lhe servem! Para além de vender artigos que já não utiliza, pode igualmente fazer bolos e sumos e, posteriormente, vender à fatia e copo respectivamente. Não só irá ganhar dinheiro como, de certa forma, irá conviver e conhecer pessoas novas e travar novas amizades.

Freelance: um mundo à descoberta!

freelancer+1

Considera ter várias competências “ainda em bruto” e gostaria de colocá-las em prática para poder desta forma ganhar alguns trocos? A possibilidade de ter o próprio negócio a um custo e tempo baixos é cativante para muitas pessoas, pois pode colocar um hobby em prática, como ter a possibilidade de singrar com o mesmo.

Subsídios – para que vos quero?

Através dos subsídios de natal e de férias é possível conseguir poupar para o futuro promissor do seu filho. Partindo do pressuposto que conseguiria poupar 15% dos subsídios que recebe, ao fim de alguns anos, caso opte por começar a poupar no início da adolescência para esse fim, na devida altura terá reunido já um valor mais do que considerável para a nova etapa – o ensino universitário do seu filho.

Vamos supor que um membro do casal que tenha um rendimento mensal de 700 euros líquidos e que ambos começam a poupar quando o seu filho tem 14 anos de idade. Seriam 1400 euros por ano por membro, dado se tratarem de dois subsídios, o resultado seria:

1400 x 0,15= 210 euros/pessoa
Total do casal (4 anos) = (210 x2) x 4= 1680 euros

O valor total de 1680 euros diz respeito à poupança amealhada durante quatro anos até o seu filho atingir a maioridade e ingressar no ensino superior. Caso o seu filho dê entrada no ensino público, por exemplo através da poupança acima mencionada conseguirá pagar quase a “pronto” os primeiros dois anos de propinas, visto que o valor médio das mesmas, em Portugal Continental, ronda os 940 euros anuais.

Caso mesmo assim não lhe pareça suficiente, pode sempre optar por recorrer a um crédito pessoal para formação, para ajudar a financiar os estudos do seu filho. Consulte aqui as diversas opções existente no mercado português.

Prepare o futuro financeiro com uma aplicação como o Boonzi

Boonzi Desktop

O Boonzi ajuda-o no presente com a organização do seu orçamento familiar, mas com a poderosa secção de orçamentos pode também ajudá-lo a preparar o seu futuro financeiro e o do seu filho. No Boonzi, pode criar orçamentos para todos os meses. Assim, saberá logo como irá distribuir o seu dinheiro, quanto lhe sobrará no final do mês e será capaz de se preparar antecipadamente. Descarregue em www.boonzi.pt – é muito fácil de usar e muito útil. Ao orçamentar as suas categorias, o Boonzi mostra-lhe com quanto dinheiro fica no final de cada mês para que consiga, desta forma, aumentar as suas poupanças rumo a um objectivo claro, neste caso, reunir dinheiro suficiente para pagar o curso superior do seu filho. Saiba mais sobre os orçamentos do Boonzi aqui.

Cultive o espírito empreendedor e de poupança no seu filho

ensinar-espirito-empreendedor-e-poupanca-ao-seu-filho

Quando já tiver idade suficiente, o seu filho vai poder constatar os esforços que sempre fez para lhe proporcionar bons momentos. Chegará certamente uma altura em que já terá idade para trabalhar e poder ganhar o seu próprio dinheiro, para além de que poderá ele próprio começar a poupar, tanto para poder ajudar a financiar os próprios estudos, como para umas férias que queira ter ou até mesmo para comprar algum bem mais supérfluo.

Incuta-lhe os valores necessários para ele próprio se tornar ciente dos seus gastos e consiga alcançar o sucesso e estabilidade financeira, mantendo-o bem longe de certos vícios que o podem levar a sucumbir a diversas tentações.

Se pensar bem, caso consiga levar avante pelo menos duas das dicas acima mencionadas, já terá contribuído para o sucesso escolar do seu filho. No entanto, lembre sempre o seu filho que ele próprio terá de delinear estratégias para ter uma vida estável e feliz!

Etiquetas

Gostava de gerir melhor o seu dinheiro?